Cassiterite de Massueime

O jazigo de Massueime começou a ser explorado em 1921 e deu, durante 30 anos, minério de estanho a partir de trabalhos subterrâneos e da exploração dos aluviões e eluviões do rio com o mesmo nome. Tratava-se de um campo pegmatítico encaixado entre na zona de contacto entre o Complexo Xisto-Grauváquico  os quartzitos. A paragénese destes filões pegmatíticos era constituida por cassiterite, estanite, pirite, calcopirite, scheelite e ambligonite (com enormes  bolsadas azuis claras de grande dimensão).  A cassiterite encontrava-se desseminada, no quartzo e na ambligonite, no entanto apareceram cristais magníficos, de hábito piramidal curto, conhecidos por piões de cassiterite.

Magnífico pião de cassiterite, 4 a 5 cm,  Minas de Massueime, colecção do Museu Mineralógico e Geológico de Departamento de Ciências da Terra da FCTUC, galeria Bonifácio d’Andrada.

Anúncios

~ por Ricardo Pimentel em Dezembro 25, 2009.

Uma resposta to “Cassiterite de Massueime”

  1. Oie, gostei do vosso site so que nao da as aplicacoes dos minerais. Gostaria de saber mais sobre a cassiterite

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

 
%d bloggers like this: